Doenças Sexualmente Transmissíveis

A incidência de doenças venéreas, ou sexualmente transmissíveis (DST), tem aumentado nos últimos anos, provavelmente devido a maior liberdade sexual. As estimativas atuais são de que 25 milhões de pessoas são infectadas anualmente com gonorreia e cerca de 3,5 milhões de pessoas com sífilis (OMS).

Infecções Anorretais

O local e a via de infecção determinam os sintomas causados pelas doenças transmissíveis e o intercurso anal receptivo é um fator de risco importante, em virtude da maior fragilidade da mucosa retal em comparação com a mucosa da vagina. Isto certamente é uma preocupação devido a contaminação pelo HIV. Durante o intercurso anal, a mucosa da região anorretal sofre erosões permitindo a invasão de organismos que causam as doenças. Embora as doenças venéreas clássicas, como sífilis, gonorreia, cancro mole, linfogranuloma venéreo e granuloma inguinal sejam de interesse, elas representam apenas uma minoria das infecções sexualmente transmissíveis. As condições venéreas mais comuns são condiloma acuminado, herpes anogenital e, evidentemente a AIDS.

A seguir, apresentamos as infecções anorretais mais comuns observadas em nossa prática clínica diária.

Gonorréia

A gonorreia é uma infecção causada por uma bactéria chamada Neisseria Gororrhoeae. Infecta 3 milhões de pessoas anualmente e é provavelmente a doença sexual da maior incidência da sociedade ocidental. Esta doença é geralmente frequente na população homossexual como resultado da infecção por intercurso anal. Em mulheres, a doença é frequentemente causada pela disseminação na região retal a partir da região genital. Os sintomas apresentados são coceira e desconforto anal, dor à evacuação e excreção de muco.

Sífilis

A doença é causada por uma bactéria chamada Treponema Pallidum. O organismo entra na pele ou mucosa, produzindo uma ferida (cancro) aproximadamente 3 semanas depois da infecção. Esta é a fase primária da doença, que pode cicatrizar espontaneamente, porém algumas semanas após surgem lesões secundárias no mesmo local ou em qualquer lugar do corpo, são caracterizadas por lesões endurecidas que podem secretar muco causando coceira, corrimento e odor forte. Na população homossexual, o cancro está usualmente situado na margem anal ou canal anal.

Herpes Simples

O herpes simples é um vírus responsável por causar infecções na região anal e genital. As lesões são usualmente vesículas em pequenos grupos. Os sintomas são de dor em praticamente 100% dos casos, além de febre, dor muscular e coceira local.

Clamydia Trachomatis

A infecção por este agente acomete mais frequentemente a região anorretal de homossexuais masculinos. A doença se manifesta por dor, febre, sensação de evacuação incompleta e vermelhidão da mucosa retal. Pode haver corrimento e sangramento anal.

Condiloma Acuminado

Os condilomas acuminados representam a mais comum doença sexualmente transmissível vista na clínica da maioria dos médicos. Considera-se uma doença de difícil tratamento. A doença é causada por um vírus papiloma (HPV). Os pacientes usualmente se queixam de um caroço ou verrugas na região perianal. Outras queixas incluem corrimento, coceira, dificuldade de evacuação, dor anal e sangramento anal.

As doenças relatadas nesta matéria, são as mais prevalentes na prática clínica, entretanto, existem inúmeras doenças, mais raras, nesta região.

Vale salientar a importância da relação sexual segura e todos os cuidados de prevenção como; exames periódicos, a utilização de preservativos, higiene local e responsabilidade mútua entre os parceiros.

CARTÃO PRIORIDADE

Cartão Prioridade

GAMEDII no Facebook

História em Quadrinhos

Clique para Download

APOIO

SBCP
GEDIIB
FBG
SOBEST