Oftalmologia

1. É possível pacientes com doença inflamatória intestinal (DII) terem manifestações oculares?
Embora incomum, é possível ter acometimento ocular nas doenças inflamatórias intestinais e, em alguns casos, a inflamação ocular pode preceder as manifestações gastrointestinais.

2. Qual a incidência de manifestações oculares na DII?
As manifestações oculares ocorrem em aproximadamente 5% dos pacientes com Retocolite Ulcerativa e 3% em pacientes com Doença de Crohn.

3. Quais manifestações oculares que podemos encontrar em pacientes com DII?
Esses pacientes podem apresentar uveítes, infiltrados corneais periféricos, ceratite, conjuntivite, blefarite, episclerite , esclerite, miosite, olho seco, retinopatia serosa e hialite.

4. Qual a principal alteração ocular que podemos encontrar em pacientes com DII?
A principal alteração ocular em pacientes com DII é a uveíte.

5. O que é uveíte?
Uveíte é uma inflamação dentro do olho, das estruturas que contém o trato uveal (íris, o corpo ciliar e a coroide). Porém a inflamação também pode acometer outras estruturas como o humor vítreo, a retina e o nervo óptico.

6. De que forma a uveíte pode se apresentar em pacientes com DII?
O principal acometimento em pacientes com DII é a uveíte anterior, que acomete a parte anterior do olho, mas ela também pode se apresentar na forma de uveíte intermediária.

7. Quais os principais sinais e sintomas das uveítes anterior e intermediária?
Os principais sinais e sintomas da uveíte anterior são olho vermelho, dor ocular, fotobia e leve turvação visual. Já na uveíte intermediária há uma leve a moderada turvação visual, acompanhada das chamadas moscas volantes.

8. Qual o tratamento das uveítes?
Geralmente as uveítes podem ser tratadas com colírios de corticoides para tirar a inflamação e colírios midriáticos e cicloplégicos para alívio da dor e controle da inflamação. Mas, em alguns casos, pode se fazer necessário o uso de corticoides por via oral e até mesmo o uso de imunossupressores.

9. Existe alguma outra manifestação extra intestinal associada às uveítes em pacientes com DII?
Sim. Em pacientes com Retocolite Ulcerativa as uveítes estão associadas a presença da espodilite anquilosante.

10. Com qual frequência eu devo procurar o meu oftalmologista?
O ideal é ir ao oftalmologista pelo menos uma vez por ano, e ao menor sinal de acomentimento ocular, o paciente deve procurar o oftalmologista imediatamente.

Dra. Aline Fioravanti Lui
Médica Oftalmologista | CRM 117342

Entre em contato

 

  (11) 3436-9335

  contato@gamedii.com.br

 

GAMEDII no Facebook

Apoio

  • Sociedade Brasileira de Coloproctologia
  • Federação
  • Grupo de Estudos da Doença Inflamatória do Brasil
  • SOBEST
  • 1

Newsletter

Cadastre-se para receber nossas notícias!